Como Pagar Suas Dívidas Com Trinta Por Cento do Seu Orçamento

Como pagar suas dívidas com cerca de 30% do seu orçamento. Veja nesse artigo, passos importantes para começar HOJE a sair das dívidas.

Como Pagar Suas Dívidas Com 30% do Seu Orçamento (Salário)

Passo um: Planeje para o inesperado grande projeto de lei

O primeiro passo surge da dívida de um gasto grande de uma só vez – algo que é muito grande para ser pago com seu cheque de pagamento mensal, ou poupar por alguns meses.

Muitas destas dívidas são investimento em um ativo que é avaliado com o tempo ou em um fluxo de receita que será maior com o tempo. O exemplo mais comum é a compra de uma casa. Muito poucas pessoas podem economizar dinheiro suficiente para comprar a sua casa diretamente, ou pagar por toda a sua casa com alguns cheques de pagamento. Usamos uma hipoteca para pagar a casa, após os fatos, e para apreciar a propriedade da casa enquanto isso. Outro exemplo é o investimento em educação. Muita gente não pode se dar ao luxo de pagar a taxa de matrícula universitária diretamente – e assim que tomamos empréstimos, planejando nosso futuro fluxo de receitas nos permitirá ser capazes de pagar pela educação depois do fato.

O tipo mais insidioso de despesa é o gasto que não é um investimento. A conta de emergência, inesperada, não planejada – contas médicas extremas, incapacidade, fracasso de um negócio, um julgamento de demanda, ou de desemprego de longo prazo. Estas contas podem colocar uma família sob – forçando-a a vender ativos, se deslocar de sua casa, ou declarar-se em falência, porque nunca serão capazes de pagar a dívida com os seus rendimentos.

Uma maneira de combater este perigo é reservar de três a seis meses de suas despesas de manutenção em uma conta de poupança especial – um Fundo de Emergência – para ser usado para despesas de emergência e inesperados. Este dinheiro é sagrado, só para uma emergência familiar. O Fundo de Emergência vai salvar sua família de uma possível tragédia e ajudá-lo a criar um futuro seguro.

Medida Etapa #1: Abra uma conta de poupança especial para que seja o seu Fundo de Emergência. Ponha de lado o dinheiro de cada cheque de pagamento ou de um mês para financiar esta conta.

Passo Dois: Pense fora da caixa de orçamento

Em vez de se preocupar com os orçamentos, este passo é a outra face de problemas de fluxo de caixa: os rendimentos.

Sabemos que quando temos um problema de dívida. Podemos deixar de abrir contas, deixar de atender o telefone. Podemos até tentar criar orçamentos, reduzir nossos custos, cancelar o cabo, viver ao mínimo, para tentar parar o sangramento.

Mas, às vezes, o gasto excessivo não é o problema. Está abaixo do nível de aprendizagem.

É possível que não ganha o suficiente para lhe permitir viver a sua vida. Não estou falando de viver um estilo de vida extravagante, ou até mesmo um estilo de vida “agradável” – mas as necessidades básicas da vida – habitação, automóvel, telefone, seguros, supermercado, gasolina, vestuário – podem somar muito, dados os seus rendimentos. Isso é especialmente comum em lugares caros para se viver, como o Vale do Silício.

O primeiro passo para resolver este problema é parar de se sentir culpado. Não é uma má pessoa, que gasta irresponsavelmente. Você é alguém que precisa reconhecer que precisa, quer e merece, mais renda.

Em lugar de estar congelado na culpa, comece a tomar medidas para criar mais renda. Pode ser que não precise fazer algo radical – você só precisa aumentar o que já está fazendo, ou procurar tesouros escondidos, já em sua vida.

Faça uma proposta para o seu chefe, para descrever como a empresa seria melhor se você ganhar um aumento. Crie um novo produto de informação para gerar renda passiva para o seu negócio. Procure em seu porão artigos que você possa leiloar no e-bay. Dê uma aula sobre como criar um álbum de recortes ou como trocar o óleo do seu automóvel. Ter uma venda de garagem para gerar algum dinheiro rápido, e reduzir a desordem em sua vida.

Faça o que fizer, a idéia importante é a de começar o dia de hoje.

Passo de ação #2: Faça uma chuva de ideias de 5 maneiras em que você vai ganhar mais renda agora – por exemplo – peça um aumento de salário, procure um novo emprego, iniciar um pequeno negócio, vender um novo produto, sobre a venda em leilão artigos antigos, no e-bay, alugue um quarto, ensinar uma habilidade ou faça uma venda de garagem.

Passo Três: Planejando para as coisas grandes

Este passo é sobre as dívidas que nos aproximam furtivamente. É possível que você possa pagar suas contas e despesas regulares todos os meses, mas o que acontece se o carro se avaria? Você chega a fatura do imposto predial? Quais são os teus trimestres expiram? O natal? O anúncio do bebê? O convite de casamento? A reunião da família ou da escola? As grandes férias familiares, que todos merecem?

Você pode pagar aquelas despesas mensais com seu cheque de pagamento ou com os ganhos de sua pequena empresa? Ou será que esses itens vão em um cartão de crédito?

A reparação de automóveis, presentes, impostos e viagens são exemplos de custos que não são mensais, mas que se esperam. Sabemos que estão vindo, mas não necessariamente quando, quanto. Essas despesas não devem ir em um cartão de crédito – você deve economizar para eles com antecedência, assim você não paga a um banco de 10-20+% ao ano pelo privilégio de pagar por seus gastos depois do fato.

Verifique suas faturas, recibos e cartões do último ano, ou nos últimos anos, e calcule quanto você gasta em cada uma destas categorias, a cada ano, em média. Se você não tem esses registros, faça uma estimativa realista. Divida essa quantidade anual entre 12. Isso é o que você deve separar cada mês para as suas despesas irregulares.

Passo de ação #3: Abra uma conta de poupança especial para ao menos uma despesa não-regular: seja reparações de automóveis, impostos, viagens e presentes. Poupe uma quantia fixa todos os meses a conta de poupança, para que, quando se vencerem as contas, já tenha o dinheiro!

Passo Quatro: Tapar os buracos

O quarto passo trata-se de como evitar que sua família entrar em dívida, planejando seus gastos com antecedência. Este passo leva-nos ao problema mais insidiosa e mais difícil de superar: o gasto excessivo.

Você Sabe para onde vai o seu dinheiro a cada mês? Quanto custam todas as suas faturas? Quanto você está gastando no Jantar Fora? Como Bebidas fora? O combustível? Target & Costco? O vestuário? Cuidado pessoal (por exemplo, massagens, pedicura)? Lazer – filmes, golfe, Netflix? Brinquedos (tanto para crianças como para vocês mesmos)? Você Realmente sabe?

Como você gasta o seu dinheiro de acordo com seus valores e prioridades? Existe uma ou mais áreas em que está gastando dinheiro, não porque precise ou mesmo desfrute desse produto ou serviço em particular, mas porque não está prestando atenção, ou porque está compensando outro problema em sua vida, gastando normalmente nessa área?

Comumente, vemos isso nas roupas, brinquedos para crianças, recreação, aparelhos de alta tecnologia, e comer fora – fácil para despesas relativamente pequenos, feitos cada dia ou semana, para somar centenas, se não milhares de dólares a cada mês. Gastar sem pensar vai impedi-lo de alcançar seus objetivos mais importantes da vida. Especialmente se você está gastando mais do que suas receitas, mês após mês.

Em vez de estar congelado na culpa, faça algo a respeito. Reveja seus hábitos dos últimos meses e escolha a área mais problemática é mais evidente, onde “vai” quando você está estressado, chato ou infeliz. Você Compra CDs? Como Comprar on-line? Você comprou um par de sapatos novos? Comece em uma categoria e crie bons hábitos e regras para você nessa área – então leve essas regras pessoais para o resto de suas despesas.

Passo de ação #4: Crie uma conta de dinheiro em dinheiro para a categoria de problema. Retire a quantidade mensal orçado em dinheiro no primeiro dia do mês, e coloque o dinheiro em um envelope – quando o envelope está vazio, já está!

Espero ter ajudado com essas dicas. Para uma completa e sistematizada solução financeira, recomendo o kit ou treinamentos do Paulo Vieira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *